quinta-feira, 3 de março de 2016

Meditar com Reiki

Olá!

Hoje resolvi falar um pouco da pratica da meditação com o Reiki.
Porque meditar e juntar Reiki?
Porque a pratica da meditação nos ajuda a centrar e a enraizar. 
C. Jung dizia "Quem olha para fora sonha, quem olha para dentro desperta", e olhar para dentro através da meditação e do Reiki ajuda-nos a crescer. Os princípios do Reiki começam todos com a filosofia do "Só por hoje", o estar aqui e agora, a pratica da meditação ajuda-nos a estar totalmente presentes no que se passa fora e dentro de nós mesmos( pensamentos, sensações, emoções), aqui e agora, quando juntas estas duas práticas aumentas a tua capacidade de estar totalmente presente, permitindo-te sentir a energia reiki.
Vamos a pratica?
Prepara o teu espaço, certifica-te que não vais ser interrompido, desliga o telemóvel, se desejares podes acender uma vela e queimar um incenso, fica ao teu critério, senta-te com os pés bem assentes no chão as costas e a cabeça direitas. Coloca as mãos em posição Gassho , e por uns minutos sente apenas a tua respiração o ar a entrar e a sair, liga-te á energia reiki e coloca uma intenção na pratica, o que pretende atingir? Paz? Serenidade? Aumentar a auto-estima? Sentir mais gratidão? Coloca agora as tuas mãos uma no chakra cardíaco outra sobre o plexo solar e sente o fluir do reiki, mantém-te totalmente presente no aqui e no agora. Se te distraíres tudo o que tens que fazer é gentilmente te voltares a focar no fluir do reiki e na tua intenção, observa como a energia flui por todo o teu corpo. O que encontras? Observa todas as sensações corporais, observa como te sentes, o que o teu corpo fala contigo? que emoções tens ? Olha para dentro em atenção plena. Quando terminares recita os cinco princípios, agradece a vida e volta ao aqui e ao agora. Se desejares podes fazer o teu auto-tratamento de reiki. No fim reserva alguns minutos para registares como correu, o que sentiste, o que descobriste, as ideias que tiveste.

Fica bem, Sê Feliz! 
Gabriela Lima Barros 

Sem comentários:

Enviar um comentário