sábado, 9 de julho de 2011

Não há bem que para sempre dure, nem mal que não se acabe.

A vida é feitas de ciclos, em determinadas alturas passamos pelo inverno da vida, noutras estamos em pleno verão e, é nesta fase que todos nós queremos estar, quando na vida tudo nos corre a preceito, quando tudo é fácil. Mas a vida dá voltas e voltas e lá caímos nós no outono ou inverno da vida, nestas alturas há que ser paciente, saber esperar, muitas vezes o inverno da vida vem nos trazer aquilo que temos que aprender para poder crescer como pessoas. Nenhuma destas fases é por acaso, as alegrias, as tristezas, os amores e desamores, a sorte ou “azar”, tudo faz parte do processo de aprendizagem da vida. Em cada fase é importante reflectir e aprender as lições ensinadas, sem resistências para que possamos ser conduzidos a um destino melhor ou ao comprimento do nosso destino. Não devemos ter medo de abrir novas portas, de nos aventurarmos por novos caminhos, de fazer mudanças necessárias e de deixar a nossa luz brilhar. “Não há bem que para sempre dure, nem mal que não se acabe” diz o ditado popular, o inverno da vida é sempre uma oportunidade de desenvolvimento e de aprendizagem no nosso caminho, o importante é ser-mos bons alunos e ter em mente que depois do inverno, os raios de sol voltarão a brilhar e finalmente o verão chegará trazendo com ele as alegrias que tanto deseja. O optimismo e a confiança no futuro são assim importantes, agarre cada dia, cada oportunidade, acredite que tudo é possível, basta abrir o coração.

Gabriela Barros

Sem comentários:

Enviar um comentário